FRANGO COM AMEIXAS



Depois do sucesso da graphic novel Persépolis (2007), adaptada para o cinema em uma fabulosa animação, a quadrinista iraniana Marjane Satrapi, novamente em parceria com Vincent Paronnaud, deixa um pouco de lado a sua autobiografia, para resgatar uma antiga história de família, agora em Frango com Ameixas (Poulet aux Prunes,2011,França, Alemanha, Bélgica).


Frango com Ameixas, que também se trata de uma adaptação dos quadrinhos para o cinema, conta a vida de Nasser Ali (Mathieu Amalric de O Escafandro e a Borboleta), um talentoso músico, tocador do tar (uma espécie de violino, típico do Irã). Seu instrumento, além de ser a única coisa que ainda lhe traz prazer, traduz em cada nota o amor que mantém por Irâne, uma antiga paixão da qual teve que abrir mão.


Desiludido, para satisfazer os desejos de sua mãe, Ali se casa com Nahid, com quem tem dois filhos. Um dia, cansada do isolamento e falta de obrigações do marido para com ela e as crianças, em um excesso de raiva quebra o adorado instrumento de Ali. O músico decide então deitar em sua cama e esperar pela morte. A partir daí a espera de Ali é narrada em oito capítulos, nos quais conta desde o relacionamento com seus filhos Farzaneh e Mozaffar, até o dia em que se encontra com Azrael, o anjo da morte islâmico.


Diferente das primeiras obras de Marjane Satrapi, como Persépolis e Bordados,Frango com Ameixas traz uma história peculiar de um homem, cuja melancolia e desilusão com a vida que gostaria de ter tido e não teve, o faz optar por desistir. Mas ao mesmo tempo Satrapi não perde o humor para tratar de temas delicados como a vida e a morte. Frango com Ameixas em vários momentos apresenta cenas cômicas, como quando Ali em um de seus devaneios imagina o futuro de seu filho Mozaffar: após sair do Irã e ir morar nos EUA, comprar uma casa e um carro, vive um típico ‘sonho americano’ com sua mulher e seus filhos obesos.


Apesar de não ser mais uma autobiografia, Nasser Ali foi um tio-avô querido de Satrapi, por isso Frango com Ameixas traz ainda, alguns temas já abordados em suas antigas obras, como a arte, a mitologia, a decadência familiar e a felicidade. Para quem gosta da autora, Frango com Ameixas é mais um belo trabalho que merece ser saboreado.

Francielle Costa 


video


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Blogger Widget